• 2 de Setembro, 3383
    Blumenau SC

Segurança e integridade de dados no setor logístico

25 de maio 2022 | 1 comentário.

Há algum tempo, logística e tecnologia se tornaram conceitos praticamente indissociáveis ​​dentro das empresas. A contribuição da TI para as rotinas dos processos logísticos é muito importante, pois se trata da otimização do trabalho de gestores e funcionários, padronização de processos e atividades por meio da automação, integrando sistemas e disponibilizando informações, relatórios e indicadores com muita rapidez e assertividade.

Todos os recursos acima são essenciais para o desempenho dos negócios, proporcionando sustentabilidade da empresa e competitividade frente a concorrência, que no atual contexto é global. Portanto, negar a adoção e o suporte da tecnologia significa perder oportunidades de vendas e faturamento, estagnação dos indicadores de produtividade, dar margem à ocorrência de erros e elevação de custos em um mercado altamente acirrado.

A seguir, algumas dicas sobre a importância da segurança e da integridade de dados no setor logístico para as empresas. Acompanhe.

1.Dados, decisões e inteligência

A adoção e correta implementação de um sistema aderente e coerente com as especificidades da organização e seu ramo de atuação, permite a construção sustentável de indicadores de desempenho e inteligência.

Essa inteligência, possibilitada pela adoção de tecnologias, fornece ao gestor de logística dados, números e relatórios muito acurados e seguros para que, então, possa decidir sobre qualquer temática com precisão cirúrgica. E atualmente, essas decisões precisam ser tomadas com muita rapidez para sanar o problema.

Até porque, lembre-se “os dados são o novo petróleo do século 21”.

2. Padronização e centralização

Sejamos objetivos, sempre que é adotado um protocolo ou desenhado e implementado, com excelência, um processo em determinada área ou tarefa, sua execução e fiscalização torna-se muito mais rápida e prática para todos os gestores da organização.

Outro ponto muito positivo da tecnologia aplicado à padronização, é a capacidade de inserir todos os registros em uma plataforma única e centralizada, onde outras pessoas que necessitem de alguma informação, terão acesso a uma fonte fidedigna de dados.

E com os dados centralizados em um canal seguro, é possível desenvolver e aplicar técnicas de data science, fornecendo uma visão holística dos processos e desempenho da empresa, como um todo, através de indicadores confiáveis para tomadas de decisões práticas e seguras.

3. Integração

Com a adoção de um sistema digital, padronização de processos e centralização de registros é possível realizar uma integração com toda a cadeia de suprimentos e departamentos que são relevantes para a organização, fazendo com que as informações circulem e cheguem as partes interessadas com muito mais rapidez e segurança, sem ruídos e distorções de vieses.

Essa integração, quando bem realizada e gerenciada, permite à empresa uma redução de custos operacionais e administrativos significativos, por possibilitar a construção e manutenção do planejamento produtivo, comercial, financeiro e logístico, além da automação de algumas etapas e inserção de gatilhos para ações, conforme as necessidades de cada setor.

4. Previsibilidade

Tudo que uma empresa precisa para se manter saudável e estável com lucratividade são projeções realísticas e confiáveis para, então, executar todo o plano de negócios com segurança.

As projeções podem ser realizadas com base no histórico que a própria empresa possui, quando já atua há mais tempo no mercado ou com dados do setor, que requerem uma análise mais minuciosa e levando em consideração cenários e conjunturas globais.

Tecnologias de big data, data science, mining process entre outras diversas opções são válidas e relevantes se sua organização quer trabalhar com dados de fato.

Com esses dados em mãos, é possível prever gargalos futuros, ações que devem ser tomadas para corrigir falhas e realinhar o curso atual de um departamento, um processo específico ou ainda utilizar esses dados para orientar a construção de uma política de negócios e boas práticas coerentes a realidade do negócio, do mercado, do público-alvo e clientes.

Considerando que esses dados não possuem viés algum, suas indicações são confiáveis, cabe ao analista ou gestor o entendimento da conjuntura econômica e social que faz parte do ambiente externo à empresa para construir ações objetivas.

5. Segurança e privacidade

Até o momento, tudo que estamos falando gira em torno de dados e informações que a própria empresa gerou ou capturou do mercado, de clientes ou por outros mecanismos legais para sua análise e construção de suas estratégias.

Visto que esses dados não são meras mercadorias que podem ser descartadas com facilidade, é preciso se atentar e cumprir algumas legislações que tratam sobre isso, como o Marco Civil e a LGPD no Brasil, para evitar qualquer ação judicial ou prejuízo de imagem em caso de algum vazamento.

Mesmo que a maior parte das informações estratégicas das empresas estejam armazenada na nuvem, hospedadas em data centers de alta segurança, os riscos de o sistema ser invadido ainda são reais. Algo que tem se tornado corriqueiro como Panama Papers, Wikileaks e outros tantos casos e grupos que invadem ou interceptam servidores para furtar informações e divulgarem ao público.

Nesse contexto, mecanismos de combate e prevenção a invasões são necessários para garantir a segurança da informação, sempre aliado a protocolos rígidos de controle e acesso a seus sistemas, subsistemas e inclusive integrações realizadas qualquer elo da cadeia pode ser objeto de ruptura, além de uma criteriosa análise de pessoas, afinal elas que os utilizarão no dia a dia da organização.

Portanto, considerando que as informações desempenham um papel tão crucial e ao mesmo tempo são tão sensíveis, é essencial mantê-las protegidas.

6. Autoatendimento

Sistemas tecnológicos, como um todo beneficiam todas as partes envolvidas, pois, permite que a empresa tenha redução e controle de custos por meio de automações e robotizações, enquanto clientes e consumidores, por exemplo, podem acompanhar, praticamente em tempo real e por diversos canais o envio de suas compras feitas alguns minutos antes no e-commerce.

Essas possibilidades de autoatendimento, sempre que bem estruturado e intuitivo, geram valor ao seu cliente, ao sanar eventuais dúvidas em poucos minutos e cliques, sem precisar interagir com qualquer pessoa.

Lembrando que toda e qualquer consulta que seu cliente fizer nos portais e sistemas de sua empresa, é possível monitorar e coletar dados. Assim é possível melhorar a usabilidade, conteúdos e anúncios e qualquer outra ação e estratégia para elevar as taxas de conversões e vendas.

7. Racionalização e geração de valor

Softwares, sistemas e outras nomenclaturas que utilizamos para nos referirmos a eles, são em síntese, a otimização da racionalização. Preencha apenas os campos necessários e o gateway de frete em seu e-commerce aplica uma campanha e dará frete grátis ao seu cliente, que feliz adiciona o produto no carrinho e fecha venda.

Qualquer ocorrência com o pedido de seu cliente na transportadora você é notificado por e-mail de forma simultânea ao registro, logo pode tomar uma decisão para corrigir ou minimizar o impacto do acontecido ao seu cliente.

Para o departamento financeiro de sua empresa, é possibilitado a realização de auditorias de faturas com uma rapidez e acuracidade jamais vista, até então. Isso permite que a equipe tenha seu indicador de produtividade elevado consideravelmente, com um custo menor e sem prejuízos por cobranças indevidas.

A todo momento estamos falando de tornar os fluxos de trabalho, etapas e as operações mais racionais e restritos ao que gera valor: aos usuários dos sistemas, aos gestores que precisam de relatórios para decisões assertivas, aos clientes que ganham uma experiência de compra mais prazerosa e os estimula a repetirem, aos fornecedores que podem acompanhar os níveis de estoque de seus clientes e assim lhes entregar o necessário no momento certo.

E você, já usa algum tipo de tecnologia para gestão de fretes?

Para se informar e saber mais sobre as funcionalidades disponíveis no DATAFRETE entre em contato com a gente!

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luis Carlos Pivesso
Luis Carlos Pivesso
6 meses atrás

Excelente matéria no auxílio dos gestores para melhorias da Logística de sua empresa.

1
0
Would love your thoughts, please comment.x