• 2 de Setembro, 3383
    Blumenau SC

Tabelas de Frete

22 de setembro 2022 | Seja o primeiro a comentar.

Os gastos com transporte de cargas consomem 6,8% do PIB (R$ 401 bilhões) segundo pesquisa da ILOS, e isso é causado por nossa matriz de transporte ser concentrada no modal rodoviário, com 65% de participação dentre os existentes.

E aos embarcadores, cerca de 7,6% da receita líquida é destinada a cobrir despesas com o transporte de mercadorias. Portanto, negociar o preço dos fretes, e ter uma tabela exclusiva é uma estratégia inteligente para garantir competitividade.

Mas, antes conheça os principais componentes que as transportadoras utilizam para compor o custo do frete:

  • Distância: a quilometragem entre o CEP de origem e o CEP de destino é uma variável com peso significativo no custo de frete, dado que a partir dela é definido quais outras incidirão no cálculo na cotação.
  • Combustível: o componente com maior peso no valor do frete, o combustível é uma variável que foge do controle das transportadoras e devido a alta volatilidade durante a Pandemia, deu origem a resolução 5.867/2022 da ANTT que visa regrar e garantir o equilíbrio financeiro para as transportadoras e um preço justo aos embarcadores.
  • Prazos de entrega: é responsável por definir, em especial, o grau de urgência e o modal de transporte, impactando diretamente no valor do frete ao embarcador.
  • Taxas e impostos: aqui entram os encargos definidos pela legislação tributária de cada ente (município, estado e país), com o ICMS como principal, mais as taxas que a lei e/ou a própria transportadora aplica, como TRT, TDE e outras a depender do destino da entrega ou tipo e valor da mercadoria.
  • Riscos: aqui são levados em consideração todos os riscos envolvidos na operação, como roubos e furtos de cargas, acidentes, avarias nas mercadorias durante movimentação entre outros. Para compensar esses possíveis riscos, existe a cobrança de algumas taxas, como a GRIS (Gerenciamento de Risco em Transporte Rodoviário de Cargas) e a EMEX (Taxa de Emergência Excepcional).

Agora que ficou mais claro o que o transportador leva em consideração para criar uma tabela de frete, é importante saber que há alguns tipos diferentes de negociações  que visam atender melhor o perfil do cliente, ou da carga, e as necessidades de cada embarcador:

  • Tipo de cobrança: apresenta qual é a base de cálculo responsável por definir o preço do frete ao embarcador. A base de cálculo pode variar dependendo da mercadoria a ser transportada.
  • Frete Peso: sua base de cálculo é o peso total da mercadoria (produto embalado). Normalmente aplicado para produtos de peso elevado e baixo valor de mercado.
  • Frete Valor: o preço do frete é definido por percentual (%) sobre o valor da mercadoria. Normalmente aplicado para produtos de alto valor de mercado ou cargas valiosas.
  • Frete Km: tem como base de cálculo a distância percorrida. Comum de ser aplicado para freteiros e autônomos.
  • Tipo de entrega: aqui, o principal componente do preço do frete, o prazo de entrega é o que define o grau de urgência e conveniência ao embarcador.
  • Delivery (SameDay, NextDay): usado principalmente no e-commerce (até 30kg).
  • Expressa: modelo tradicional de envio, que utiliza rotas rápidas.
  • Econômica: com rotas mais lentas e costuma ser a mais barata.
  • Aéreo: comumente usado para cargas sensíveis como medicamento, órgãos, carga viva,curto tempo de validade ou ainda, para entregas urgentes.
  • Tipo de carga: nesse tipo de tabela, o peso maior é aplicado à cubagem dos produtos, pois podem influenciar o fluxo operacional da transportadora.
  • FTL (Full Truck Load): sempre que as mercadorias despachadas ocupam todo o espaço útil ou o embarcador pede uso exclusivo do veículo. Outros termos utilizados são carga fechada.
  • LTL (Less than Truck Load): é aplicado quando a cubagem da carga é inferior à capacidade total do veículo. É mais conhecido e comumente chamado de carga fracionada.

Agora que você conquistou mais propriedade no assunto e sabe quais fatores influenciam o preço do frete, é possível compreender a complexidade, os benefícios e desafios de ter uma tabela de frete exclusiva.

E como o TMS Embarcador DATAFRETE pode ajudar?

As soluções do DATAFRETE permitem à sua empresa centralizar a gestão de todas as tabelas de fretes em uma única plataforma e integrá-la a outros sistemas, aplicando regras de negócio específicas para cada canal de venda ou sistema integrado e muitas outras funcionalidades.

Por essa razão, a tecnologia do DATAFRETE é muito útil, poupa tempo e dinheiro à sua empresa. Sabe por quê?

  • Cálculo e retorno imediato da cotação de frete;
  • Exibe a relação dos fornecedores, te permitindo escolher o frete que melhor atende a necessidade;
  • Automatiza e integra com outros sistemas utilizados em sua empresa;
  • Controla e alerta sobre o prazo de vigência de cada tabela de frete habilitada;
  • Realiza leilões de frete, sem necessidade de ter contrato ou cadastro com a transportadora.
  • Auditoria completa do CT-e e Fatura de frete com a tabela vigente;
  • E muito mais!

Quer saber mais das nossas soluções e garantir bons resultados à sua empresa? Converse conosco, aqui!

Sobre nós

Com mais de 500 marcas clientes e localizada em Blumenau – SC, polo tecnológico, o DATAFRETE desenvolve soluções para gestão de frete embarcador.

Nossas soluções possibilitam que as empresas otimizem seus processos logísticos de transporte, como atualização dos status de entrega, construção e aplicação de campanhas de fretes entre outras diversas funcionalidades, gerando uma redução considerável nas despesas com frete.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x